Momentos de grande companheirismo

 

O Ventor e alguns dos seus velhos companheiros de caminhada, voltaram a encontrar-se em Mafra.

  

Foram ver o seu amigo Checa que está convalescendo de um tropeção num dos trilhos que nos permite ir sempre em frente.

Podem ver fotos aqu, Caminhando por  Mafra

 

 

 

A camaradagem esteve presente, em Mafra

 

Posso recordar-vos, a todos que passam por aqui, que o Checa é aquele amigo de sempre que vos acompanhou, nas vossas caminhadas pelos Planaltos do Niassa. Posso tmbém dizer-vos que tudo corre bem com ele e que não é qualquer tropeção que derruba um dos duros do Niassa e a nossa amizade está sempr presente.

 

O ventor diz-me que foi em Mafra que foi dado o pontapé de saída para uma caminhada linda e que foi em Alfundão que a grande corrida começou. Depois reforçou-se na Ria com mais ímpeto e agora continuam a caminhar todos de mãos dadas.

É aqui que eu vejo tudo que eles fazem e é aqui que eu coloco tudo que o Ventor me conta. E o Ventor também já me disse que já têm um hino e tudo!

 

 

A flor da macieira também  esteve presente

 

O hino destes Amigos de Sempre é aquela música de Zucchero: "You are so Beautiful"! Agora vão ter que inventar uma bandeira. Essa bandeira, diz o Ventor, terá de ser azul, pois o azul é a côr da Esfera e, também, a cor da Força Aérea Portuguesa.

Assim, já o Ventor e o Antar podem caminhar entre as Estrelas com uma bandeira azul para que os rebeldes de Marduk não os façam perder tempo.

 

Mas posso-vos dizer que vai ser difícil recuperar o Antar. O Senhor da Esfera deu plena liberdade ao cavalo Antar e ao Ventor para optarem ou não, pela companhia um do outro e tudo vai depender da verdadeira amizade entre os dois. Mas eu penso que só uma coisa fará o Antar saltar sobre as Muralhas do Paraíso! Vai ser no dia que Marduk voltar a desafiar o Ventor. Por isso será melhor o Antar permanecer dentro das muralhas do Paraíso, porque no dia que Marduk cavalgar na sua carroça de lápis lazuli, por entre as estrelas, estaremos todos perdidos!

Só o Ventor e o Antar, juntos, o poderão travar.

 

 

Todos sorrirem para a posteridade

 

Por enquanto, caminhemos pr Mafra, por Alfundão, pela Ria e também, por onde o Senhor da Esfera quiser.

 

 



O Ventor e a sua amiga cegonha, 1969, em Vila Cabral

música: You are so Beautiful
publicado por Quico e Ventor às 15:59